sexta-feira, 27 de março de 2009

Shinheads - história




Os skinheads surgiram no final dos anos 60 em Inglaterra. Evoluíram dos mods, um grupo com uma obsessão pela roupa, musica e violência. Mais tarde começam a rapar o cabelo para expressar o seu desprezo para com os hippies.


A “imagem de marca” dos skinheads era a violência e o vandalismo, por onde passavam destruíam comboios, estabelecimentos, carros agrediam policias, estudantes e hippies. Devido à pressão da imprensa os skins vêm-se obrigados a “desaparecer”.

Nos anos 70 surge em Inglaterra o punk. Os skins ressurgem nesse movimento, onde faziam Oi!Music, a versão mais radical do punk. Aqui deixo a musica Revolta cantada pelos Lusitanoi uma banda skinhead portuguesa.

Fartos de ver os seus amigos morrer devido á droga, assaltados por imigrantes, os skins tornaram-se xenófobos. Mais tarde devido á primeira crise do petróleo, alguns skinheads começam a agrupar-se em torno do National Front (partido de extrema direita).
Tomam o legado “Honra e Fidelidade” das Hitler-Jugend e unem-no com a cultura juvenil dos bairros operários e tornam-se num movimento nacional socialista.


Surgem os SHARP (Skin Head Against the Racism and Prejudice) que são o mesmo que red skins ou skins comunistas, skin-gay ou homoskinhs (skins homossexuais), skingrils ou chelseas (mulheres skinheads), WP-skinheads (racista, seguidores do White Power), SxE-skinheads (straight edge skinheads, contra o álcool, tabaco, droga e carne), skin-holigans (paixão pelo futebol).


O movimento skinheads começa a espalhar-se primeiro pela Europa e depois pelo mundo. Chegam a Portugal nos inícios dos anos 80, onde são responsáveis por agressões a imigrantes, negros e comunistas.
Mais informações sobre os skinheads em Portugal nos próximos posts.

6 comentários:

Anónimo disse...

Gostei do post :)

Francisco Norega disse...

Me too :P

Anónimo disse...

Antes de mais queria agradecer-te por não teres passado a imagem mundana dos skinheads.

A origem skinhead tem como pátria, na verdade, a Jamica e acultura ska.

Rapar a cabeça foi um acto utilizado de se distinguir das diferentes culturas musicais, como o rythm and blues e o roots reaggae. Mais tarde tornou-se numa imagem de marca.

Como apoiante dos SHARP (e aqui fica a minha primeira correcção, SHARP- skinheads against racial prejudice) agradecia que separasses dos redskins porque não, não são o mesmo.
Na verdade os skinheads tradicionais não tem nenhum envolvimento político, embora para fazer frente às ideologias neo-nazis que foram surgindo, ideologias essas totalmente opostas ao dos skinheads mas que demarcaram profundamente a imagem social dos memos, os ditos skinheads racistas ou boneheads para a gíria, surgiram os SHARP, e os RASH, esses sim, comunistas(redskins) e anarquistas.

Os boneheads são a escória skin, na verdade nem são considerados como tal.

Gostaria que não associasses actos violentos, sejam eles quais forem, a skinheads, porque não é verdade, bem como hooligans a skinheads, o que também não é verdade.

Os hooligans são uma vertente nacionalista que aliada ao partido socialista inglês e a boneheads promovem medo irracional, intencional e desmedido, actos que vão totalmente contra a ideologia skin.

Skinhedas activistas como RASH, SHARP, ou tradicionais, ou apolíticos são 100% ANTI-FASCISTAS, ANTI-NAZIS, ANTI-RACISTA e ANTI-HOMOFÓBICAS e ANTI-NACIONALISTA-SOCIALISTAS. São multirraciais e não comprometem a sua imagem com qualquer tipo acto de violência, embora entrem em confrontos com boneheads.

A musica associada aos skinheads passa pelo reaggae, pelo ska e pelo punk, em vertentes mais marcadas como o Oi!. Nomes como Laurel Aitken, The Specials, The Oppressed, etc são nomes distintos na cultura skin.

Espero que as devidas correcções sejam efectuadas, mas deixa-me felicitar o blogue e pela ideia em si.

A imagem skinhead esta demasiado denegrida aos olhos da sociedade, e qualquer associação a actos racistas e violentos são de má tom.

Apoio Skinhead.
Abraço, Oi Oi Oi de Almada.
SHARP AGAINST NAZI.

system of a down disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
joao A vsf ( RED) disse...

CONCORDO PLENAMENTE SKIN VERDADEIROS SÃO APOLITICOS
MAS OS VERDADEIROS DE HOJE SÃO DE ESQUERDA E SÃO ANTI-NAZISTAS , ANTI-RACISTAS E TUDO MAIS ....
SKINHEAD É A REVOLUÇÃO VERMELHA!!

A.Salgado (Pikii Spikes) disse...

Como já disseram anteriormente, e repito : obrigada por não teres passado a típica imagem associada aos skinheads - nazis racistas etc.
Eu convivo com ambos skinheads e punks, associados ao movimento Oi!
Não me considero nem skinhead nem punk, sou eu mesma simplesmente. Mas devo dizer-te que nunca vi qualquer acto de racismo e assim por parte dos skinheads. Na verdade as poucas vezes que me deparei com actos violentos, eu mesma estava lá metida, inclusive a 1ª vez em que me vi no meio de confusão foi porque resolveram meter-se comigo por me dar com eles. Ou seja, posso rapidamente concluir que os "discriminadores" não são os skinheads, são as pessoas que sempre que vêem um, julgam-no como sendo má pessoa.
Nenhum de nós no grupo se interessa especialmente por politica, todos concordamos com ideais como o anarquismo, mas não nos associamos a grupos idealistas. Somos apenas nós, com os nossos ideais, a nossa forma de agir e pensar,andamos em grupo, em "gangs", porque simplesmente somos parecidos e por isso nos damos bem. Quase que se pode dizer que é o mesmo que um grupo de miúdas que gosta de shopping e fazer compras, que trocam impressões sobre "aqueles rapazes" etc etc, estão juntas porque tem isso em comum. (mal comparando claro)
Portanto, quando pensares em skinheads, lembra-te de todos os skinhead que se sentem insulados por associações a actos de ódio :)
Beijos e Abraços e um OI OI OI! meu, dos meus amigos do Porto ;D